Máscara de proteção | Huni Kuin

A tecelagem Huni Kuin, tradicionalmente é feita com algodão orgânico. As mulheres mais velhas são as guardiãs e mestras da arte da tecelagem, elas são chamadas de ainbu keneya, na língua indígena ‘mulher com desenho’ ou de txana ibu ainbu, ‘dona dos japins’. O japim é um pássaro que tece elaborados ninhos e imita os cantos de outros pássaros e animais.

MITO DA TECELAGEM HUNI KUIN
Conta o mito que foi a jibóia Sidika quem ensinou a arte da tecelagem e da pintura corporal às mulheres, enquanto a anaconda Yube ensinou aos homens a arte do cipó e seus cantos, o mundo das imagens em transformação. Cada grafismo (kene) pode abrir-se para revelar todo tipo de figuração (dami), pois dentro do desenho da serpente há muitos mundos escondidos. As artes gráficas desta etnia estão intimamente entrelaçadas à experiência visionária do cipó (nixi pae), medicina da floresta produtora de visões.

medidas aproximadas: comprimento 21 cm x largura 14 cm.

R$ 68,00

Ou R$ 64,60 à vista no boleto ou pix.

Enviado com sucesso!

Houve um problema ao enviar.

calcule o frete

Não sabe o seu CEP?
PRECIFICAÇÃO TRANSPARENTE
Máscara de proteção | Huni Kuin
Máscara de proteção | Huni Kuin
Máscara de proteção | Huni Kuin
Máscara de proteção | Huni Kuin
Máscara de proteção | Huni Kuin
Máscara de proteção | Huni Kuin
CONHEÇA A ETNIA QUE PRODUZIU ESTE PRODUTO
Huni-Kuin
CONHEÇA A ETNIA QUE PRODUZIU ESTE PRODUTO
Huni-Kuin

Huni Kuin significa "homens verdadeiros", e são um povo de língua pano com uma população estimada em 7 mil pessoas, que habitam a floresta amazônica de ambos os lados da fronteira entre o leste peruano e o noroeste brasileiro.. Seus famosos grafismos, os Kene kuin, são considerados para este povo como “a língua dos yuxin (donos do desenho)”. Sendo assim imagens e caminhos desenhados, ou tecidos, para serem contempladas e cantadas, influenciando ativamente a vida no mundo kaxinawa

Fonte: Instituto Socioambiental/ISA

Lagrou, Els. A fluidez da forma: arte, alteridade e agência em uma sociedade amazônica (Kaxinawa, Acre). Rio de Janeiro: Topbooks, 2007

SUCESSO
FALHA
AUTONOMIA

AUTONOMIA

Promovemos a autonomia das organizações nas tomadas de decisão.

EQUILIBRÍO FINANCEIRO

EQUILIBRÍO FINANCEIRO

Relações equilibradas e simétricas que valorizam os modos de vida das populações tradicionais e indígenas.

ATIVISMO

ATIVISMO

Usamos nossos canais de comunicação para promover e engajar a sociedade à pauta do movimento indígena do Brasil.

MONITORAMENTO DE IMPACTO

MONITORAMENTO IMPACTO

Acompanhamos os impactos gerados com a venda dos artesanatos nas comunidades e em seus territórios.

TRANSPARÊNCIA

TRANSPARÊNCIA

Existência de espaços democráticos de negociação e diálogos entre as partes e transparência no acesso à informação e nas negociações.

PARCERIA

PARCERIA

Construímos parcerias sólidas e duradouras com as Artesãs e suas comunidades.