Fruteira Canoa

Fruteira esculpida em madeira com grafismos tradicionais por artesãos indígenas da etnia Xypaia.

medidas aproximadas:
7cm de altura x 42 cm de comprimento x 10cm de largura

O povo Xipaya vive na Terra Indígena Xipaya, localizada às margens dos rios Iriri e Curuá, que estão na bacia do rio Xingu (PA). Afetados diferentemente pela construção da usina de Belo Monte, os xypaia têm na venda do artesanato uma importante fonte de renda para as famílias . A Tucum matem é parceria da Associação Tukamã que é monitorada pelo @origensbrasil, marca que garante o estabelecimento de relações éticas e justas, com transparência e rastreabilidade dos impactos gerados na comercialização dos produtos da floresta!

Arte Xipaya

Os grafismos tradicionais que estampam banquinhos, remos e fruteiras esculpidas e madeira, trazem o universo dos grafismos tradicionais deste povo.
Toda Madeira utilizada pelos artistas Xipaya são de manejo sustentável da floresta e pigmentos naturais. O trabalho dos artesãos indígenas em torno do artesanato é comunitário, enquanto os homens esculpem a madeira as mulheres fazem as pinturas.

R$ 148,00

em até 4x de R$ 37,00

Ou R$ 140,60 à vista no boleto ou pix.

Produto indisponível

Enviado com sucesso!

Houve um problema ao enviar.

calcule o frete

Não sabe o seu CEP?
PRECIFICAÇÃO TRANSPARENTE
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
Fruteira Canoa
CONHEÇA A ETNIA QUE PRODUZIU ESTE PRODUTO
xipaya
CONHEÇA A ETNIA QUE PRODUZIU ESTE PRODUTO
xipaya

O nome Xipaya está relacionado a um tipo de bambu que serve para a produção de flechas, segundo contam os indígenas. Os predicados desta graminácea, que tem haste forte, ao mesmo tempo flexível e uma vegetação bravia, é comparada aos atributos que o grupo acredita possuir.

Desde o século XVII, os Xipaya foram forçados a trabalhar na empresa extrativista e aldeados na Missão Tauaquara, na região em que posteriormente cresceu a cidade de Altamira. Marginalizados, tiveram negados seus direitos indígenas, e hoje estão distribuídos entre esta cidade e suas aldeias lutando por seus direitos territoriais e de cidadania.

Fonte: Instituto Socioambiental/ISA

SUCESSO
FALHA
AUTONOMIA

AUTONOMIA

Promovemos a autonomia das organizações nas tomadas de decisão.

EQUILIBRÍO FINANCEIRO

EQUILIBRÍO FINANCEIRO

Relações equilibradas e simétricas que valorizam os modos de vida das populações tradicionais e indígenas.

ATIVISMO

ATIVISMO

Usamos nossos canais de comunicação para promover e engajar a sociedade à pauta do movimento indígena do Brasil.

MONITORAMENTO DE IMPACTO

MONITORAMENTO IMPACTO

Acompanhamos os impactos gerados com a venda dos artesanatos nas comunidades e em seus territórios.

TRANSPARÊNCIA

TRANSPARÊNCIA

Existência de espaços democráticos de negociação e diálogos entre as partes e transparência no acesso à informação e nas negociações.

PARCERIA

PARCERIA

Construímos parcerias sólidas e duradouras com as Artesãs e suas comunidades.